Home / Vereadores / Alandra Roveda Grando / Solenidade alusiva ao patrono das Polícias Militares, alferes Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, é realizada no 27º BPM

Solenidade alusiva ao patrono das Polícias Militares, alferes Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, é realizada no 27º BPM

Parlamentares Diego dos Santos e Alandra Roveda representaram a Câmara Municipal em evento

Na manhã desta quinta-feira (20), véspera de feriado, às 10h, foi realizada no pátio do 27º Batalhão de Polícia Militar (27º BPM), a solenidade alusiva ao patrono das Polícias Militares no Brasil, alferes Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes.

A cerimônia contou com a participação de diversas autoridades militares e civis de União da Vitória, Porto União e região.

Como parte do cerimonial, foi realizada a entrega solene das medalhas “Heróis do Contestado”, que têm por objetivo, homenagear entidades públicas e privadas parceiras da Polícia Militar e que colaboram com as causas relacionadas à segurança pública, e também o desfile cívico com os pelotões, bem como a entrada das bandeiras.

O major Renato dos Santos Taborda, comandante do 27º BPM, no uso da palavra, lembrou da história do mártir da Inconfidência Mineira e da sua luta pela liberdade. Ressaltou o exemplo que o líder Tiradentes deixou para todos aqueles que buscam um País mais justo e solidário, como também a referência que é para os militares. “Tiradentes é um exemplo para todos os militares que estão sempre dispostos a sacrificar a própria vida em prol da segurança da comunidade”, afirma.

A cerimônia durou aproximadamente 45 minutos e contou ainda com a presença dos alunos da Escola Municipal Professora Antonieta Montanari.


Histórico: (Fonte: Grupo Inconfidência)

 O dia 21 de abril é feriado nacional. Trata-se de uma homenagem que o Brasil presta ao sacrifício de Joaquim José da Silva Xavier, que foi enforcado e esquartejado, em 21 de abril de 1792, devido a seu envolvimento com a Inconfidência Mineira. A Inconfidência foi o primeiro movimento que reuniu um grupo de pessoas com a finalidade de criar a Pátria Brasileira, no sentido de conseguir a independência do país em relação a Portugal, e Tiradentes, seu líder, foi o inconfidente que mais propagou a liberdade, doou-se inteiramente ao sonho da liberdade e da soberania. Tinha os mais puros sentimentos e ideais que devem caracterizar todos os brasileiros, por isso foi declarado Patrono Cívico.

Tiradentes era brasileiro, filho de pai português e mãe brasileira, batizado Joaquim José da Silva Xavier. Nasceu no Sítio Fazenda do Pombal, hoje município de Ritápolis em data desconhecida do ano de 1746, sendo batizado em 12 de novembro de 1746. Foi preso no dia 10 de maio de 1789 e enforcado no dia 21 de abril de 1792, com 45 ou 46 anos. Ficou órfão ainda criança, foi criado por um tio, que lhe ensinou a arte de dentista, donde lhe veio a alcunha de Tiradentes.

Com 29 anos de idade entrou para o Regimento de Cavalaria de Minas Gerais como Alferes, correspondente a Tenente hoje. Naquele tempo não havia separação entre Exército, Polícia Militar e Polícia Civil, tudo era feito pela mesma tropa. Como foi enforcado e era considerado mártir, os artistas – pintores e escultores – representaram-no parecendo querer compará-lo com Jesus Cristo em seu martírio: cabelos e barbas longas; e essa aparência se popularizou.

Deiwerson Damasceno dos Santos/Assessoria de Comunicação Social e Cerimonial

 

1 3
6 7
8 A
2 IMG_9954

Veja Também

Vale do Iguaçu se organiza para enfrentar contaminação

Quarentena, isolamento, máscaras no rosto. Um verdadeiro cenário apocalíptico marca os canais de notícia de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *