Home / Moção / Delegado de Polícia Recebe Honraria na Câmara de Vereadores de União da Vitória

Delegado de Polícia Recebe Honraria na Câmara de Vereadores de União da Vitória

O homenageado pelos vereadores foi o delegado André Vilela

Da Assessoria – Vereadores de União da Vitória – PR, entregaram um Título de Reconhecimento do Delegado de Polícia, André Luis de Oliveira Vilela, que chefiou a 4ª Subdivisão Policial  de 2001 até o início deste ano. A honraria, proposta pelo Vereador Valdecir José RATKO (PSDB-PR), aprovada por todos os vereadores é uma singela homenagem da Câmara de Vereadores ao grande trabalho realizado pelo delegado Dr. André Luis de Oliveira Vilela ao longo de quatro anos de gestão no comando da 4ª SDP de União da Vitória.

O vereador Valdecir Ratko disse que a honraria é uma maneira de se homenagear quem está vivo. “Não adianta erguer bustos e dar títulos póstumos, temos que reconhecer o trabalho e os méritos da pessoas quando estão junto de nós”, disse. Sobre o trabalho do delegado homenageado, Ratko disse que Vilela deixou sua marca: “Foi um dos melhores gestores que passaram pela 4ª SDP. Espero que seus substitutos, Dr. Douglas  Possebon e Freitas e a Dra. Tathiana Guzella, continuem esse belo trabalho“, enfatizou.

O prefeito Pedro Ivo Ilkiv (PT-PR) disse que a homenagem é merecida pelo caráter e competência de André Vilela, pela sua conduta humanizada e por sempre lutar para melhorar as condições da 4ª SDP: “É um grande profissional, desses que fazem falta quando vão embora. Desejo tudo de melhor para o Vilela e agradeço em nome de União da Vitória, seus esforços e seu trabalho na 4ª SDP“, disse o prefeito. O presidente da Câmara de vereadores Ziliotto Daldin exaltou as qualidades profissionais e morais do homenageado: “Homem público de moral e caráter, André Vilela é um belo exemplo do bom funcionário público, zeloso e competente“, disse o presidente.

O homenageado, André vilela disse que sente saudades de União da Vitória, e que fez tudo o que pode pela 4ª SDP. “Batalhei muito, capacitei funcionários, humanizei o atendimento aos detentos, aos advogados e melhorei as condições de trabalho do meu pessoal. Sai de cabeça erguida e com a certeza do dever cumprido. Aprendi a amar essa terra e a construir grandes laços de amizade e respeito”, disse. André não escondeu a vontade de retornar. Isso não depende de mim, mas com certeza é um excelente lugar para se trabalhar e viver”, concluiu.

Jair Nunes – Assessoria de Comunicação e Cerimonial.

Veja Também

É preciso falar sobre violência contra a mulher

Ciúmes não é o tempero do amor. Um puxão de cabelo, só de vez em …