Portal de Notícias

Câmara Municipal de União da Vitória

Home / Notícias / 37ª SESSÃO ORDINÁRIA

37ª SESSÃO ORDINÁRIA

As indicações ficaram por conta dos vereadores José Gilson Lenckuz (PL) para retirada dos cavalos que se encontram soltos na cidade, Anderson Cripa Luis Cardoso (PROS) para limpeza de fossas no Conjunto Frei Pedrinho e para limpeza de via no Bairro Rio D´Areia; Alex de Anastácio (PSD) para repintura de via no Distrito de São Cristóvão e recursos para o posto de saúde do Bairro São Sebastião.

O Grande Expediente foi utilizado pelos Vereadores:
Os Vereadores Israel Trancoso (PL) e Alex de Anastácio (PSD) fizeram uso da palavra no Grande Expediente. Vereador Israel que assumiu a vereança na última quinta-feira, teve objetivo de boas entradas ao trabalho que, segundo ele, embora somente por trinta dias, dispôs-se a fazer o máximo como vereador. Alex de Anastácio discorreu sobre assunto do FGTS, benefício este liberado pelo governo federal através da solicitação e execução do poder executivo às pessoas que tiveram suas residências atingidas pelas cheias, e que segundo o Vereador, não estão conseguindo retirar o benefício por detalhes variados como situações específicas de endereço. O Vereador comentou ainda, que muitos que, além de já estarem em dificuldade, muitas vezes, no único horário livre durante o expediente, chegam ao banco e não conseguem retirar o benefício, sendo orientados a retornar na secretaria responsável. O Vereador pediu a atenção do Executivo à situação.

Foram aprovados em unanimidade:
Em votação única, o Projeto de Lei 43/2023, que dispõe sobre crédito adicional suplementar proveniente de excesso de arrecadação na respectiva fonte;
Em primeira discussão, o Projeto de Lei 2/2023 que autoriza o poder executivo a fazer cessão de servidores públicos e a receber servidores e empregados públicos por cessão.

Requerimentos ficaram por conta dos Vereadores:
– Israel Trancoso (PL), para contratação de empresa terceirizada para acelerar a limpeza de ruas e lugares públicos que estão tomados por entulhos remanescentes da cheia do Rio Iguaçu. Em discussão, os Vereadores comentaram o requerimento, a vereadora Thays foi a primeira a comentar, lembrando que a Prefeitura já tem empresa contratada terceirizada para este fim e que não seria necessário contratar mais, o que estava faltando, segundo ela, seria organização um cronograma de limpeza e divulgação do mesmo. Diversos vereadores comentaram a situação, concordando que a cidade precisa ser limpa o quanto antes, Ricardo Adriano Sass disse concordar que a cidade se encontra em um caos, mas lembrou que são quilômetros de ruas para limpar e que o trabalho é demorado, André Henik lembrou que foram 40 dias de enchente e não é possível dar conta da limpeza em uma quinzena, pedindo paciência a população, pois segundo ele são mais de 30 km de ruas afetadas, quase 7mil residências e cada carga suporta aproximadamente 3 cargas de 3 residências, trabalho este realmente demorado. O requerimento foi aprovado com voto contrário da Vereadora Thays Biebebach (PT).
– Anderson Cripa Luis Cardoso (PROS) solicitou para reforma do telhado da unidade básica de saúde básica do Bairro Limeira, o que foi acolhido pelos Vereadores.
– Emerson Lourenço Litwinski (AGIR) solicitou prestação de contas à secretaria de ação social referente aos desabrigados que foram alojados em hotéis, solicitando dados pessoais completos dos beneficiados, nome, número de CPF, endereço, etc, e volume total, notas emitidas, dados em relação aos kit-limpezas, colchões, alimentação, cestas básicas, etc. Em discussão, Alex justificou seu voto contrário, dizendo ser desnecessário o número de CPF, endereço ou telefone, segundo ele, se a pessoa recebeu, estará assinado, sem a necessidade de exposição em ligar ou ir até a casa da pessoa, mencionando ser desrespeitoso e invasão da privacidade expor dados pessoais. Thays Bieberbach (PT) salientou que ministério público já abriu procedimento para acompanhar doações e recursos e o destino dos mesmos e que os dados solicitados pelo Vereador são sigilosos. O requerimento foi reprovado com votos contrários os Vereadores André Henik, Anderson Cardoso, Júlio Adilson Pires Filho, Clodoaldo Goetz, Ricardo Adriano Sass, Thays Bieberbach e Alex de Anastácio.

A palavra no Pequeno Expediente foi utilizada pelos Vereadores: Alex de Anastácio (PSD), Ricardo Adriano Sass (PP), Emerson Lourenço (AGIR), Clodoaldo Cleverson Goetz (PV), André Henik (SDD), Anderson Cardoso (PROS), Alex de Anastácio (PSD), Thays Bieberbach (PT) e Valdecir José Ratko (UNIÃO). Thays comentou sobre a liberação para União Da Vitória de 130 casas pelo Programa Minha Casa Minha Vida; André Cristiano Henik (SDD) falou sobre a situação das BRs 476 e 153, solicitando a alerta e pedido ao Governo Federal existe a necessidade urgente de cuidado, pois, segundo o Vereador, não existe mais tempo, André lembrou o acidente onde recentemente uma família inteira perdeu suas vidas. O Vereador André comentou que há mais de 4 anos vêm sendo solicitada a atenção às BRs onde praticamente diariamente acontecem acidentes, e citou ainda o trevo de Paulo Frontin, que não oferece iluminação adequada e acidentes são rotineiros. Ratko finalizou a Sessão lembrando a importância da realização da Audiência Pública “Solução para a enchente nas Gêmeas do Iguaçu”, organizada pela Câmara Municipal de União da Vitória com o apoio da Câmara Municipal de Porto União, onde grande parte da população compareceu e participou e será apresentado um relatório aos órgãos competentes da audiência pública realizada.

Manoela de Paula e Souza
Assessora de Comunicação e Cerimonial – Câmara Municipal de União da Vitória

Veja Também

APROVADO EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Na manhã desta terça-feira, 14 de dezembro /2023, aconteceu a 11ª Sessão Extraordinária. Durante a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *