Home / Notícias / Câmara empresta obra para mostra

Câmara empresta obra para mostra

Você sabe o que é um vau? Conhece o monumento? Talvez você não conheça, não tenha prestado atenção, mas o vau é figura presente no cotidiano de quem mora no Vale do Iguaçu. No centro, há placas informativas que apontam onde ele está. No prédio da prefeitura de União, basta ir pelas escadas do imóvel para se deparar com uma pintura que tem o vau como protagonista. Schuvaloff assina outra importante obra, onde o protagonista é o vau. A peça fica no acesso ao plenário, na escadaria da Câmara de Vereadores.

E é justamente essa peça que poderá ser vista com mais atenção no evento. O Legislativo, acolhendo um pedido da professora, Ivanira Olbertz, integrante da Associação Amadeu Bona, e dos demais membros, entidade que assina a mostra, empresta a peça para que fique à disposição da observação da comunidade.

“Essa exposição temática retrata através dos pinceis o famoso vau do Iguaçu que apesar de histórico, é pouco conhecido e valorizado”, comenta Ivanira.

Não se trata de uma tela qualquer. O quadro é do artista, Eugênio Schuwaloff, um russo que se erradicou em Porto União, faleceu em 1970 e é considerado o “pai das pinturas” no Vale.

Conforme o ex-funcionário da Casa de Leis, Luiz Dante Moretti, a peça é tombada pelo patrimônio histórico e esta na Câmara há mais de cem anos.

“Lembro quando foi feita a remoção do quadro, do prédio antigo da Câmara, onde era também a prefeitura antiga, na Praça Coronel Amazonas, para esse prédio atual”, lembra.

Ficou curioso para saber mais? Então, anote visite a mostra que abre hoje, 2, às 19h30, na Galeria de Artes Erich Will.  A visitação das peças que contam com cores e pinceladas a historia do vau, poderá ser apreciada até o dia 16, com visitação das 12 às 18 horas. A entrada é franca.

‘Tem que ter uma passagem’

A noite de estreia da mostra contará com a presença do músico e padre, Emílio Bortolini. Ele é autor da música, ‘Tem que ter uma passagem’ que, justamente, tem com o vau como inspiração. A canção está na obra, Onze por Todos, Todos por Onze, que será lançada no auditório da Estação União (no piso superior da galeria de artes) no dia 3, como destacou à TV Câmara o presidente da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (Alvi), Raulino Bortolini, pai de Emilio.

“É uma Leitura Orante da cidade e do Iguaçu. Partindo do futebol, da história e cultura, trato das diversas dimensões da vida humana e culmino em oração. É como uma roda de bicicleta: cada aro sai de um lugar e todos se encontram no centro”, antecipou o padre.

A obra de Emilio Bortolini estará a venda no lançamento. “O livro é para todos tenham interesse em espiritualidade, história, cultura, futebol”.

 

Foto: Mariana Honesko

Veja Também

Critérios para vagas nos Centros de Educação Infantil começam a valer hoje, 7

Prioridade na fila de espera para vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil é o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *