Home / Sessão / Legislativo doa terreno; Policia Civil projeta ampliação da cadeia

Legislativo doa terreno; Policia Civil projeta ampliação da cadeia

Mais uma noite com sessão dupla e na ordinária, iniciada exatamente às 19 horas, o destaque foi para a leitura das cinco Moções de Aplausos e para a aprovação do projeto que repassa um terreno, amplo, ao Estado. A ideia é fomentar a ampliação/reforma da cadeia da 4ª. SDP de União da Vitória. O espaço, capacitado para abrigar 35 presos, tem um público médio de cem.

Esse e outros dados foram apresentados na tribuna pelo delegado, Douglas Possebon e Freitas. Conforme ele, com a cessão do terreno ao Estado, é possível se pensar em investimentos e, no caso da delegacia local, em melhorias. O projeto que tratou a doação – do município ao Paraná – foi aprovado por unanimidade. O terreno fica junto da Delegacia e tem 1,2 mil metros quadrados.

“Temos uma estrutura sempre lamentável. Todos os presos ficam em situação improvisada, sem higiene. Não temos nem a capacidade de camas para abrigar todos estes presos. Em dezembro do ano passado, apresentamos uma proposta para a prefeitura e solicitamos a doação dos terrenos confluentes à delegacia, o que possibilita que façamos essa ampliação. O Estado só investe num terreno dele. Por isso da intenção da doação, da prefeitura para o Estado”, disse o delegado em entrevista à TV Câmara.

Trata-se de um pontapé inicial. Cabe ao Estado decidir se vai ou não investir.

“A ampliação será para 150 presos. Vamos poder separar os presos por pensão alimentícia, por exemplo, que hoje estão juntos com presos por outros tipos de delitos. Isso também daria o mínimo de conforto para eles. É um inicio. Cada um fazendo sua parte. Acionaremos a força política para que o Estado invista nestes terrenos para termos uma estrutura decente”, destacou o delegado. A construção de espaços maiores permite ainda o recolhimento de presos que hoje, pela falta de espaço, usam tornozeleiras eletrônicas – mas deveriam estar presos. Ainda, separariam facções. “Já tivemos três mortes na cadeira por problemas com as facções”.

Para o presidente do Legislativo, Ricardo Sass, o fato de a cidade ser considerada boa para se viver, se deve – e muito – às questões de segurança. Daí a necessidade, no entendimento do parlamentar, de se manter esse status.

“É um projeto que vinha sendo discutido há duas semanas, conversamos antes da sessão com o doutor Douglas e hoje (segunda, 7) foi aprovado em votação única, com dispensa de redação. A ideia é dar melhor condições para os presos que estão ali. É uma condição péssima. Pessoas que estão ali para ter a ressocialiazação e não tem a mínima condição disso”, pontuou. “Não se trata do presídio, que é uma outra discussão”.

Usou a tribuna também o vereador, Jair Brugnago. O parlamentar falou sobre o sistema de concursos para a contratação de médicos, das três Moções proposta por ele (leia mais nessa matéria) e também sobre as obras de reforma e restauração do Cine Teatro Luz. Para Brugnago, o projeto estar mais avançado, talvez, já concluído.

“Já estamos amargando cinco anos parados. Já sugeri estarmos junto ao Iphan, para pedir celeridade ao projeto. Também já falei do valor dado na época, para o projeto. Me preocupo, porque vai acabar caindo aquilo lá e é um patrimônio histórico e tombado”, disse.

Moções

O vereador Jair Brugnago propôs três homenagens. É de sua autoria o envio de um Voto de Aplausos para a comissão da Igreja Nossa Senhora da Salete, “a qual cedeu suas dependências à Escola Municipal Fruma Ruthenberg, pois a mesma estava passando por um período de reformas”.  Também é do parlamentar a proposta de um Voto de Aplausos à equipe do Rancho 2N, “o qual desenvolve em nossa cidade inúmeras atividades, dentre elas, a equoterapia, fazendo frente às necessidades de muitas pessoas”. E terminando as moções, o parlamentar assina mais um Voto, agora, para Osmar Olegário da Silva, que conquistou o segundo lugar no Campeonato Nacional de Paraenduro no dia 28 de setembro, em Pinhais. “Osmar, demonstra sua capacidade de superação. Atleta paralímpico, se dedica ao esporte com extremo comprometimento, levando o nome de nossa cidade e região a todas as competições em que participa”, justificou o texto.

As ações do Outubro Rosa foram lembradas pela vereadora, Alandra Roveda. Ela propôs na sessão um Voto de Aplausos para todas as instituições que se envolvem com a causa. “Direcionado especificamente às mulheres, o Outubro Rosa tem como intenção conscientizar as mulheres quanto a importância em ser realizada visita periódica ao médico, tal como os exames específicos e o diagnóstico precoce do câncer de mama. Apesar da especificidade da campanha, devemos unir toda a sociedade junto desta luta, inclusive os homens, para que estes incentivem suas mães, esposas, filhas, enfim, a todas as mulheres quanto a importância do diagnóstico precoce e do tratamento quando diagnosticado o câncer de mama”, destacou o texto colocado na pauta.

Encerrando as Moções, a Pastora Sandra propôs um Voto de Aplausos aos pastores quadrangulares, Acir Ribeiro do Nascimento, Antonio Carlos Guimarães, Bladis de Araújo Machado, Euclides Boaventura, João Maria dos Santos, João Altair Gonçalves Ribeiro, Juarez de Jesus Pinheiro, Luiz Renato Valles e Simei Eufrásio de Almeida e a pastora Silvana Mara Bucker Pinheiro, “pois há muito desenvolvem um trabalho de altíssima relevância junto a nossa sociedade, levando a palavra do evangelho a todos aqueles que dela necessitem”.

Homenagem para os professores

O Legislativo vem preparando uma noite especial para quem está na sala de aula. Na sessão do dia 14, próxima segunda-feira e véspera do Dia do Professor, a Câmara parabeniza toda a categoria e em nome de todos, homenageia os profissionais com mais tempo na carreira e o mais jovem também. Serão lembrados, com a leitura de seus currículos, os professores, Pedro Lumikoski e Terezinha Kosteski Marques.  A sessão é aberta ao público.

Sessão extraordinária

Iniciada após um curto intervalo, a sessão extraordinária colocou em votação os pareceres das comissões dos Projetos de Lei número 31 e 32, de 2019. Ambos foram aprovados unanimemente.

 

 

Veja Também

Grêmio do IFPR faz uso da Tribuna

O plenário cheio, ocupado especialmente pelos estudantes do campus em União da Vitoria do IFPR, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *